• O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • +55 (12) 98132-1821

Infelizmente, em um tempo onde a atenção e a percepção da Igreja sobre o assunto deveria estar sendo redobrada, percebe-se o aumento da alienação, indiferença e apatia, juntamente com o avanço de mensagens de auto ajuda, motivação pessoal e triunfalismo material, lamentavelmente, aquilo que as escrituras sagradas classificam como os sinais do fim estamos chamando de mudança climática, aquilo que o texto sagrado identifica como evidências apocalípticas estamos chamando de distúrbio social, aquilo que as escrituras apontam como a chegada de uma nova era satânica estamos chamando de uma nova consciência humana, e aquilo que a palavra de Deus indica como a apostasia dos últimos dias, muitos estão chamando de prosperidade material

Pode ser que, este artigo não tenha repercussão no período pré arrebatamento, mas talvez seja muito útil infelizmente para muitas pessoas que não viverão o privilégio e a graça do arrebatamento da igreja, e precisarão urgentemente se prepararem e se adaptarem (se isso for possível) com o período pós arrebatamento, que será marcado por grande terror, desumanização, maldição e perdição. De modo que, segue algumas dicas que poderão serem uteis no período pós arrebatamento:

1 – Aquele que não for arrebatado terá que reconhecer (mesmo atrasado) que não compensou e não valeu a pena uma vida na prática do pecado. – “apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” (Mateus 7.23)

2 – Terá que se preparar para conviver com a ausência daqueles que foram arrebatados (pai, mãe, irmãos, amigos, etc.) – “Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro; Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.”(Mateus 24.40,41)

3 – Terá que se preparar para conviver com uma geração zumbi, sem amor, sem fé, descrente, materialista, insensível e desumana. – “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18.8)

5 – Terá que reconhecer que de fato a salvação sempre independeu de cargos, reconhecimento e posição eclesiástica. – “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?”(Mateus 7.22)

6 – Terá que se preparar para enfrentar um sistema político, religioso e social maligno, que unirá a humanidade em uma cruzada insana contra o Deus todo poderoso que findará em destruição e morte. – “O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se  chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus”.(2 Tessalonicenses 2.4)

7 – Terá que tentar sobreviver em um tempo inimaginável e impensável de sofrimento, angustia, escassez e aflição como jamais existiu na terra. “Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.” (Mateus 24:21)


Com temor e tremor, quem tem ouvidos para ouvir ouça, olhos para ver veja, e coração para perceber perceba, o que o Espírito diz às igrejas.

Autor: Pr. Samuel Torralbo

Endereço

Av. Benedito Eugênio F. de Oliveira, 825
Jd. Maria Carolina - Santa Branca - SP

Celebrações

Quarta-Feira, Sábado e Domingo
Sempre às 19:30 horas

Contato

contato@mudandoomundo.com.br
+55 (12) 98132-1821

Redes Sociais