• O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • +55 (12) 98132-1821

O movimento pentecostal genuíno tem sua origem no próprio movimento de Deus na história da Igreja – “E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.” (Atos 2:1-4) É impossível negar a ação de Deus através do movimento pentecostal, onde Cristo Jesus é glorificado através da adoração, do serviço, dos dons e das conversões de almas as boas novas de Salvação. Porém, durante o processo histórico muitos abusos foram cometidos por pessoas que preferiram suas próprias percepções espirituais a se submeterem a autoridade do Evangelho de Cristo Jesus. É apavorante ligar o rádio ou a televisão e encontrar pessoas deturpando o verdadeiro significado do pentecostes, com suas mandingas, heresias, indulgencias, e mentiras, chamando para si (quando afirmam serem pentecostais) um legado que não conhecem e jamais experimentaram de fato. É verdade que o movimento pentecostal em sua grande maioria labutou contra o intelectualismo gerando inúmeros prejuízos para alguns cristãos que, por exemplo, desejavam estudar, mas eram ridicularizados ou tachados como desviados e frios na fé, também é verdade que o estudo e o desenvolvimento teológico no meio pentecostal encontrou como ainda encontra resistência de boa parte daqueles que não entenderam a importância do crescimento na graça como também no conhecimento. Porém, sabemos que em todo movimento que envolve o gênero humano sempre haverá erros como acertos. É obvio que nada justifica o erro, mas se os nossos pais pentecostais erraram nos exageros impostos com a finalidade de não errarem, parece que atualmente alguns pentecostais estão errando por serem extremamente liberais, demonstrando nenhum limite, seja na doutrina, na moral ou nos costumes, fazendo da liberdade que tanto desejaram um caminho de libertinagem e engano. De modo que, é estarrecedor e preocupante quando olhamos para a origem bíblica como histórica do movimento pentecostal e notarmos cada vez mais a diminuição da verdadeira essência nos dias atuais. O que percebemos infelizmente é o crescimento de uma mistura entre pentecostalismo com outras demandas do homem pós-moderno que insiste em ser saciado e bajulado nos seus próprios devaneios egoístas. Contudo, Deus continua sendo o Senhor da Igreja e da História, é Cristo Jesus quem cuida e defende a sua Igreja, porém acredito ser extremamente importante o posicionamento consciente de todos pentecostais que lutam nessa hora para não serem engolidos pelos modismos que nos cercam, de modo que sou pentecostal, mas não sou manipulável nas minhas emoções, sou pentecostal, mas não sou ignorante, sou pentecostal, mas não sou massa de manobra religiosa, sou pentecostal, mas não sou marionete nas mãos de pregadores inescrupulosos, sou pentecostal, mas não sou produto de um mercado de barganha espiritual, sou pentecostal, mas não sou alienado, sou pentecostal, mas desde cedo descobri na caminhada cristã que um dos mandamentos é “crescei na graça e no conhecimento”.

Autor: Pr. Samuel Torralbo
Leia mais em www.samueltorralbo.com.br

Endereço

Av. Benedito Eugênio F. de Oliveira, 825
Jd. Maria Carolina - Santa Branca - SP

Celebrações

Quarta-Feira, Sábado e Domingo
Sempre às 19:30 horas

Contato

contato@mudandoomundo.com.br
+55 (12) 98132-1821

Redes Sociais